Voce esta aqui: Home/ Destaques / Conheça as profissões do futuro

Conheça as profissões do futuro

As tendências e necessidades do mercado de trabalho e da sociedade ditam o surgimento e a importância das atividades profissionais. Temas como meio ambiente, empreendedorismo e inovação estão em evidência e estudos sobre quais serão as profissões do futuro vêm sendo realizados a fim de levantar as perspectivas do universo corporativo.

A pesquisa desenvolvida pelo Programa de Estudos do Futuro (Profuturo), da Fundação Instituto de Administração, da Universidade de São Paulo, aponta que a crescente ênfase na inovação, a preocupação ambiental e a busca cada vez maior por qualidade de vida, serão os fatores mais relevantes no delineamento das carreiras mais promissoras. “A consulta foi feita com diretores e gerentes de todo o País, que apontaram diversas atividades que têm a previsão de aumentar a demanda nos próximos anos e a necessidade de pessoas qualificadas para estas posições”, explica Prof. James Wright, coordenador da pesquisa.

O estudo prevê uma demanda até 2020, e os negócios potenciais da economia estarão ligados ao setor de serviços, em áreas como saúde e qualidade de vida, turismo e lazer, alimentação e serviços para a terceira idade. Por ordem, as quatro profissões apresentadas a seguir foram as mais citadas no estudo:

Gerente de Eco-Relações: Profissional que irá se comunicar e trabalhar com consumidores, grupos ambientais e agências governamentais para desenvolver e maximizar programas ecológicos.

Chief Innovation Officer (Chefe de Inovação Oficial): Interagirá com os funcionários em diferentes áreas da organização para pesquisar, projetar e aplicar inovações.

Gerente de Marketing e-Commerce (Gerente de comércio digital): Gerencia o desenvolvimento e implementação de estratégias de web sites para vender produtos e serviços.

Conselheiros de Aposentadoria: Profissionais responsáveis por ajudar a planejar a aposentadoria e preparar o indivíduo para uma possível segunda carreira.

O fator comum entre todas as posições identificadas é a formação multidisciplinar. Não se deseja somente o engenheiro ambientalista, por exemplo, mas sim uma pessoa que tenha visão de negócio, resultados econômicos e impactos sociais. “Mesmo para especialistas técnicos, vejo uma preocupação de ter uma visão melhor de processos de empreendedorismo, inovação e de relacionamento com a comunidade”, aponta Wright.

O processo de inovação é o grande desafio do Brasil. É preciso formar pessoas que tenham a capacidade de ligar as necessidades do mercado aos processos internos da empresa – fazer a conexão entre as duas esferas, a fim de oferecer serviços e produtos inovadores. “Não há nada de errado em vender commodities, só vender commodities é que está errado. Precisamos atingir um patamar de competitividade mais adequado e, para isto, é necessário desenvolver amplamente a capacidade de inovar”, diz o professor.

Setor Industrial

Outro levantamento interessante é o estudo “Perspectivas Estruturais do Mercado de Trabalho na Indústria Brasileira – 2020”, realizada pelo Sistema FIRJAN (Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro) com a participação de 402 empresas, que empregam 2,2 milhões de pessoas no país.

Na pesquisa, alguns pontos chamam atenção, como as profissões vinculadas ao meio ambiente, por conta da preocupação maior das indústrias com este tema. “As profissões listadas pelo estudo são classificadas como transversais, pois atendem a vários segmentos da indústria. A questão do meio ambiente é uma necessidade para todo o setor e esta preocupação demanda profissionais engajados neste propósito”, relata Hilda Nogueira, gerente de Estudos e Pesquisas da Federação.

Conheça cinco profissões do futuro, de acordo com os maiores índices de perspectivas profissionais do setor industrial:

Supervisor de Produção em Indústrias de Transformação: Tem como responsabilidade coordenar e programar as atividades dos trabalhadores industriais.

Engenheiro de Petróleo: Com seus conhecimentos em engenharia, geofísica, mineração e geologia, este profissional trabalha na descoberta de poços e jazidas, bem como no desenvolvimento de projetos de exploração, produção e comercialização de petróleo e gás natural.

Técnicos em Sistema de Informação: As especialidades deste tecnólogo são a criação e a análise de sistemas informatizados com o intuito de gerenciar, processar e armazenar informações em diversos setores de atividades.

Trabalhador de Tratamento de Superfície de Metais e Compósitos: A rotina de trabalho desse profissional engloba o tratamento de superfícies de peças metálicas, não-metálicas e de materiais sintéticos, que pode ser realizados por meio de processos mecânicos, utilizando técnicas e produtos químicos específicos.

Engenheiro de Mobilidade: Atua na construção, monitoramento e manutenção da infra-estrutura ferroviária, portuária e aeroportuária, supervisionando se as obras em andamento respeitam as normas legais específicas da legislação.

Segundo Hilda Nogueira, o setor de produção tende a crescer mais que o de gestão, pois é diretamente impactada pela demanda de mercado. “No varejo, por exemplo, se as vendas aumentam, cresce o número de vendedores. A médio e a longo prazo os outros setores como marketing e administrativo também vão crescer, mas a linha de frente, que é o setor de vendas, aumentará seu número de pessoas primeiro”, completa.

Fonte: MSN Empregos

Deixe um comentario

Copyright © 2011 E.R.Tecnologia. Todos os Direitos Reservados.